top of page
  • Foto do escritorRaquel Neia

Encontro com EDU - #04

A nossa entrevistada de hoje é a Iesa Magnasco de Paiva Zaniboni, que cursa Engenharia Química na Universidade Federal de Lavras (UFLA).





EDU: Iesa, conta pra gente um pouquinho da sua história. Como você foi parar em MG?


Iesa: Inicialmente eu passei para Engenharia Agroindustrial Agroquímica na Universidade Federal do Rio Grande Sul (FURG) aonde cheguei a cursar cerca de 2 anos do curso. Mas peguei uma transferência para UFLA para ficar mais perto e casa.


EDU: Uau! Que de mais! E você é de onde? E em que ano participou do Rede Educativa UFF?


Iesa: Sou de Macuco/RJ. Se não me engano, foi em 2017. Já o meu primeiro ano de curso lá no Rio Grande do Sul, foi em 2018, enquanto a transferência para UFLA em Minas Gerais foi em 2019.


EDU: Mesmo fazendo um tempo desde o cursinho, você consegue lembrar quais eram suas maiores dificuldades?


Iesa: Na época, minha dificuldade era tornar o estudo constante... por mais que as aulas fossem apenas no sábado, os materiais de estudo estavam disponíveis para os alunos durante toda a semana. Além disso, como eu morava em Macuco (cerca de 60 Km de Nova Friburgo), eu tinha que acordar muito cedo para pegar o ônibus para chegar a tempo de assistir as aulas no pré-vestibular. Foram dias muitos cansativos, mas hoje vejo que valeram a pena.


EDU: E como era sua rotina na época do pré?


Iesa: Eu já tinha concluído o ensino médio um ano antes, mas na época do pré eu conciliava os estudos para o vestibular junto ao estágio técnico durante a semana. Foi bem complicado dar conta de tudo mas deu tudo certo!


EDU: Você sempre sonhou em estudar Engenharia?


Iesa: Eu sempre quis estudar Engenharia Ambiental, até eu cursar o estágio técnico, no qual eu tive a oportunidade de ver como o profissional dessa Engenharia atuava em uma indústria. Com isso, eu me apaixonei foi pela atuação na área de Engenharia Química! Então decidi buscar por esse curso ou algo similar. Foi quando eu descobri algo bem similar, que era o curso de Eng. Agroindustrial e Agroquímica, com uma grade curricular bastante similar entre os dois cursos e resolvi tentar! E mesmo amando o curso lá na FURGS, meu sonho de ir pra a Eng. Química sempre continuou dentro de mim e nesse momento, comecei a buscar por transferência externa, e descobri a oportunidade na UFLA. E estou amando!!


EDU: Você acredita que o pré-universitário REDE EDUCATIVA UFF/BRASIL te ajudou na busca pelo seu sonho?


Iesa: Sem dúvidas! Os professores sempre buscavam passar o máximo de conhecimento possível para a gente, além de trabalharem questões de vestibulares anteriores, como as próprias questões do ENEM, assim, já iam preparando a gente ainda mais para a prova. Além disso, eles também davam dicas de como se organizar e planejar melhor os estudos durante a semana.


EDU: Que memória, você se lembra direitinho de 2017! (risos)


Iesa: Muito! (risos) Lembro também que os professores passavam pra gente a vivência deles na universidade pública, e isso fazia a gente ter mais vontade ainda de passar no ENEM e compartilhar dessas vivências. Foi muito bom ter feito o pré! Ainda mais eu, que venho de escola pública, a gente acaba sendo mais limitado com relação às informações de como funciona o ENEM e outros vestibulares, o que acaba limitando o pensamento de muitos alunos. E o pré abre nossos olhos para esse leque de oportunidades que existem!


EDU: Que história linda, Iesa! Tenho certeza que irá motivar muitos alunos. Pensando nisso, que conselho você daria para os vestibulandos?


Iesa: Bom, estudem como se a prova fosse amanhã! Se dediquem muito, assim nada no mundo irá afastar vocês dos seu sonhos! Espero um dia poder ir no pré, quando essa pandemia passar, contar um pouquinho da minha história presencialmente.


EDU: Muito obrigado pela entrevista, Iesa! Desejamos muita sorte na sua carreira!



16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page